fbpx

Para se perceber se uma pessoa com diabetes pode fazer sessões de detox, é necessário compreender melhor os benefícios associados. Disponibilizamos um video que explica em resumo o tema dos diabetes, e abordaremos o tema da desintoxicação do pâncreas.

Intoxicação dos órgãos na diabetes

A intoxicação dos órgãos acontece de forma involuntária por via da alimentação e da poluição do meio ambiente. Acontece também voluntariamente devido aos hábitos de consumo como o álcool e o tabaco. Existe também a intoxicação emocional que provem do stress e como consequência os comportamentos aumentam a intoxicação.

No caso do pâncreas, quando intoxicado ou inflamado, as digestões são más, com isso obtém-se outros malefícios na saúde. Portanto o aconselhado é a dieta depurante, ou a desintoxicação. A diferença entre estas duas é que a dieta é para ser feita sempre e em todas as ocasiões. A desintoxicação deve ser feita com alguma regularidade, mas não necessita de ser diariamente.

Não há sistemas de desintoxicação perfeitos, nem que desintoxiquem 100%, até porque o corpo não permite esse tipo de praticas. Mas existem várias formas de desintoxicar o pâncreas na diabetes com extrema eficácia.

Os detox em batidos, sopas, chás e sumos devem fazer parte da dieta para a desintoxicação passiva. Os suplementos desintoxicantes são os mais eficazes para obter desintoxicações periódicas. Os mais eficazes são uns emplastros que se colocam na palma do pé ao deitar e se retiram de manhã.

Detox com a medicação da diabetes

Não interferem com a medicação que se toma habitualmente, porque nenhuma das substancias dos emplastros é absorvida pelo organismo. Depois como funcionam enquanto dorme, utiliza toda a energia do corpo para a desintoxicação. De outro modo a energia teria de ser partilhada para a função cerebral e do movimento.

Outra vantagem é a de não depender da acção intestinal para a excreção, nem deixar residuos no organismo. (como acontece com os comprimidos, chás e xaropes detox). Vendem-se em farmácias e espaços saúde, e também online. Se adquirir online compre os que têm FREETOX. São ligeiramente mais caros (2 a 3€), mas os outros sem esse FREETOX não são tão eficazes. Em Portugal existem duas empresas a vender esse produto. Formula San e Sim Slim Instituit

Os beneficios do detox na diabetes

Mas mais importante do que a referencia aos emplastros é o que pode beneficiar com a utilização frequente.

Ora qualquer detox deve ser feito pelo menos umas 4 semanas consecutivamente. Depois fazer uma manutenção de 2 a 3 vezes por semana. Depende de cada pessoa, e pode ter de prolongar o tratamento inicial para as 8 semanas.

Detox para diabeticos

Um diabético tem comummente problemas com a quantidade de açúcar no sangue, porque não se transformou em energia nas células. Se a desintoxicação for eficaz, esses açucares que percorrem a rede sanguínea são expulsos do organismo. Quando referimos os emplastros, foi para explicar a desintoxicação do Freetox. Realmente elimina os açucares e gorduras dos orgãos e do sangue.

Contudo, desintoxicar só o pâncreas é uma tarefa impossível. Quando se procede a um detox com destino a este órgão consegue-se em simultâneo a desintoxicação de outros órgãos do sistema biliar. (como o fígado, o estômago ou a vesicular biliar).

Renovar as células nestes órgãos é muito fácil. Em alguns casos até faz enquanto dorme, e é a diferença entre ter órgãos a funcionar bem, ou assim-assim. Mas assim-assim não é bom. Portanto olhe para a comida que come, para os seus comportamentos diários. Se são consegue evitar nenhum desses, faça um detox.

Emplastro detox para diabetes

Acrescentámos este paragrafo devido a várias perguntas que recebemos sobre a utilização do emplastro por diabéticos no pé. Sim, podem utilizar os emplastros, sem qualquer restrição mesmo sendo diabéticos. O único cuidado que devem ter é com o pé caso apresente fissuras ou feridas recentes. Nesse caso não devem utilizar para não abrir o ferimento que depois é de difícil cicatrização.

Contactámos a empresa para colocar essa questão do pé dos diabéticos e informaram que 90% das pessoas não necessitam de cuidado especial na utilização. No entanto têm algumas recomendações para este grupo de utilizadores que informamos de seguida.

Emplastro Fixonskin DetoxEntão os diabéticos devem colocar o emplastro no meio do pé, tal como a imagem que nos enviaram mostra.

O emplastro tem uma película autocolante composto por substancias vegetais. Portanto não cria irritações na pele, mesmo dos diabéticos.

Apesar da cola ser vegetal, é forte e necessita cuidado a descolar do pé. Aconselham-se os diabéticos a auxiliar com agua tépida para desse modo evitar ferimentos nas peles mais sensíveis.

Outra questão que nos colocaram foi sobre a colocação num pé ou nos dois em simultâneo. A empresa responde a seguinte forma.

Fixonskin detox

“Os emplastros Fixonskin estão enriquecidos com Freetox, um composto de ativos com vinagre de madeira, exclusivo dos laboratórios Larune – Paris.

O Freetox é a mais recente inovação de emplastros de desintoxicação por via dos pontos de reflexologia podal. Estimula mais e melhor as terminações nervosas dos órgãos que se encontram nos pés permitindo extraordinários resultados desde  primeira utilização.

Nos casos normais aconselha-se o uso alternado entre pés porque há órgãos que se representam em ambos os pés. No caso de se pretender desintoxicar um determinado órgão que se encontre só representado num dos pés, pode utilizar repetidamente no mesmo pé. Se a desintoxicação for devido a tratamentos oncológicos, (radio/ quimio) ou em pessoas que estão a fazer desintoxicação de drogas ou tabaco, recomenda-se nos dois pés em simultâneo.”

Ficámos esclarecidos.

 

 


Holy Macarroni

Há momentos em que é preciso escolher entre viver a sua própria vida plenamente, inteiramente, completamente, ou assumir a existência degradante, ignóbil e falsa que o mundo, na sua hipocrisia, nos impõe. "Oscar Wilde"

1 comentário

Desintoxicar o corpo do tabaco - Holy Macarroni · 2 Abril, 2018 às 0:31

[…] já demonstram valores que requerem preocupação e tratamento. Detectam-se os primeiros sinais de diabetes, colesterol, doença hepática etc. A intervenção médica é essencialmente uma necessidade nesta […]

Deixe uma resposta